Retomada de Consciência

 

 

Um dia ele acordou e viu tudo cinza e opaco. Sentia-se cansado, desanimado e triste. Parou e pensou: “Porque estou assim? O que aconteceu? Aonde se encontrava?” . Sentia-se meio atordoado, entorpecido,  desinteressado com as coisas a sua volta. Por mais que quisesse, tudo perdera a cor e o sentido, os pés lhe pesavam, o corpo lhe doía. Viver...para quê? Qual a finalidade? E a cada dia ficava mais perdido e desorientado. Os pés cada vez arrastavam-se mais, os ombros encurvaram-se e ele ainda era jovem.

 O quadro descrito acima pode acontecer a qualquer pessoa, num determinado momento da vida, após um trauma violento ou simplesmente como resultado de tarefas e papéis que assumimos todos os dias, acarretando sempre uma perda de energia e que se não são repostas podem ocasionar uma parada.

 Se você não repõe essa energia com exercícios respiratórios adequados, meditação, um bom sono, repouso, etc., o próprio corpo busca essa parada, até mesmo para evitar coisas mais graves, às vezes tornando-se até necessário a busca de uma ajuda profissional . Quantas vezes adiamos as soluções, deixando para depois a busca destas, por comodismo ou, simplesmente, porque não queremos encarar o que está acontecendo e que temos que buscar uma mudança no nosso estilo de vida, de modo à novamente sentir a mesma de forma plena, não que os problemas não continuem existindo, mas apenas aprendendo a resolvê-los de forma mais leve, solta e sentindo-se com muito mais energia e vigor para enfrentá-los.

Selma Di Iulio

Artigos

<< PÁGINA PRINCIPAL >>