Os Hábitos na Infância

 

 

Mesmo antes de nascer uma criança já está inserida numa determinada sociedade, com suas leis e regras. Para que os pequenos tenham uma boa adaptação em qualquer ambiente é muito importante que assimilem, gradativamente, os hábitos sociais: o que é certo e o que é errado.

            Já que uma criança não pensa como um adulto, para que perceba e assimile aos poucos os hábitos sociais, é fundamental TRANSMITIR o que é certo ou errado com o auxílio de expressões faciais e verbais:

  • Falando SIM e SORRINDO, quando a criança fizer algo correto.
  • Falando NÃO e NÃO SORRINDO, quando a criança fizer algo errado.

            Os adultos confundem as crianças, já que ao falarem (expressão verbal) que as mesmas fazem algo errado, muitas vezes, ao mesmo tempo, sorriem (expressão facial). Assim, uma criança ao escutar um NÃO seguido de um sorriso pode passar a acreditar que não fez nada errado.

            Outro fato que também confunde a criança é que alguns adultos não elogiam quando a mesma faz algo correto, chamando sempre a sua atenção frente a alguma situação incorreta, parecendo valorizar mais os maus hábitos, já que os bons hábitos são esquecidos. Ou seja, também é muito importante ELOGIAR quando a criança faz algo correto.

            Sendo assim, é fundamental dirigir-se a criança frente aos bons e aos maus hábitos, para que a mesma aprenda o que é certo e o que é errado. E nunca esquecer que a melhor forma de um adulto transmitir um hábito é mediante ao exemplo. Se um adulto cobra algo de um filho, deve igualmente agir conforme a sua cobrança. Como por exemplo, um pai que quer que um filho não seja agressivo, não deve demonstrar agressividade com terceiros.

 

 

Denise Lima

Artigos

<< PÁGINA PRINCIPAL >>